Minha autoria — novembro 17, 2018

Minha autoria

Visão

 

Por muito tempo eu quis mudar o mundo

Hoje eu quero mudar só a mim

Colocando  a minha felicidade em primeiro lugar

Porque mais sábio aquele que faz do que aquele que diz

E mais sabe aquele que observa do que aquele que levanta sua voz

A sociedade nunca foi e nunca será o melhor lugar para se viver

Vive quem se adapta ao seu querer

E sobrevive quem sabe da hipocrisia capaz de entender

Luta a mão armada quem não tem consciência

E adormece na batalha o inocente de alma.

 

Daniele Ferronato (2018)

Anúncios
Qual o sentido da vida? — outubro 18, 2018

Qual o sentido da vida?

Muitas vezes a questão que nos invade a mente ao longo dessa jornada na Terra é: Qual o sentido da vida? E posso afirmar que nem eu e nem você achamos a resposta correta para essa pergunta ainda.

Buscamos filmes, religiões, livros, santos e até mesmo pessoas, que possam ter o que queremos ouvir, mas o universo é infinito. O que temos é o PRESENTE. Único e real. O nosso passado já foi, e o nosso futuro é tão incerto, quem sabe o vai acontecer nos próximos anos? Você sobreviverá aos próximos dias? O que tem planejado para os próximos minutos? E se sua vida acabar em segundos?

O que eu faço e a empatia e humanidade que eu ofereço ao mundo são a minha resposta. As minhas atitudes com o próximo e o amor que eu tiver para dar e ser recíproca são a minha resposta. A paz que eu carrego no peito e a consciência limpa quando eu deito no travesseiro são a minha resposta.

Ser apenas o que me faz feliz, ser humana, ser empática, ser leve. Carregar a positividade da vida e fazer o bem, sem olhar a quem.

Essa é minha resposta.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — outubro 17, 2018

Minha autoria

Simples

 

Se olhas apenas meu exterior, não sou quem tu pensas.

Se buscas quem eu sou apenas por minhas palavras, não me conheces.

Se procurar minhas verdades apenas através dos meus olhos, não acharás.

Sou minha essência, minha alma e meu ser.

Sou meus segredos, minhas atitudes e quem mostro pertencer.

Sou apenas eu, por inteira, não me procure em metades.

Sem julgamentos

Sem preconceitos

Sem dilemas.

Simples de ver, muito mais difícil de entender.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — outubro 15, 2018

Minha autoria

Deixe

 

Se ser parte dessa sociedade

É ter que acordar todos os dias e deixar meus sonhos adormecidos

Prefiro que me busque na sarjeta.

Não consigo fazer parte dessa escravidão e dormir tranquila

Sabendo que lá fora os oprimidos são os mais sãos

São os que escolheram viver.

Essa corja chamada chamada sociedade acaba com um a um todos os dias

Faz você engolir sua realidade porque segundo eles não há outra alternativa

E eu te digo que há

Ser feliz é a inspiração

Ser feliz é a razão.

Busque o seu conhecimento e não se deixe alienar

Para muitos o desafio é a sobrevivência, para outros a resistência

E qual vai ser, vai entrar na onda ou vai ser levado pela maré?

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — outubro 13, 2018

Minha autoria

12/10

 

Eu cobiço te contar sobre meu dia

Rir dos infortúnios desta vida

E reclamar sobre o café que esfriou

Ponderar no futuro e ter os seus planos atados aos meus

Eu cobiço te ter aqui nesse dia chovediço

Sentir as gotas que escorre pela janela e vê-la turvar lentamente

Pra não ir embora jamais

Talvez a eternidade seja demais

Mas não pra quem acredita no amor

Ou pra quem acabou de descobrir o que é amar

Me espera.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha Autoria — outubro 11, 2018

Minha Autoria

Real

 

Te escondes atrás dos teus medos

Mas quer voar junto aos teus sonhos

És incrível, forte e verdadeiro,

Tens a verdade no olhar,

E no sorriso que tocas a minha alma

Por que não voas comigo?

Me mostras o teu mundo, que eu te mostro o luar, meu lugar.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — agosto 29, 2018

Minha autoria

 

Anjo – Poema escrito à uma grande amiga, hoje estrela guia.

 

Anjos como você não merecem a Terra

Deixe-me fotografar esse último momento na memória

Porque eu sei que quando minhas lágrimas estiverem escorrendo a saudade me remeterá a você

Diga-me qual o sentido dessa passagem chamada vida

Se os que nos rodeiam viram sombras na escuridão da mente

Olho para o céu e não vejo, minha querida estrela, onde está você?

Teu aconchego, teu abraço, teu perfume

Me consolavam tão perfeitamente, incansavelmente eu sinto

O universo é tão extenso e tão pequeno

O sopro do vento traz teu ecoar

Anjos como você merecem muito mais que o céu.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — agosto 24, 2018

Minha autoria

Verdadeiro

 

Não, eu não tenho mais o mesmo sorriso, nem o mesmo brilho no olhar

Já não fico feliz constantemente e é escasso o que me tira o riso frouxo

Disseram que amar era fantástico, porém ninguém avisou que quando acaba leva uma grande parte do que se é, ou era

Visitar os mesmos lugares rotineiros ou olhar fotos antigas é algo perturbador

Lembranças me atingem como flechas que buscam incessantemente seu alvo  e perfuram a alma ferozmente

O amor é exagero, vivacidade, felicidade compartilhada e duplicada

É esperança, felicidade, o que pode parecer valer a pena

Mas quando se esvai, é arrebatador

É saudade com destino clandestino, cartas escritas sem remetente

Caminho de mão única. Quando se trata deste assunto meu bem

As palavras não findam, assim como meu amor, pois se tivesse, não causaria tamanho alvoroço.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — agosto 21, 2018

Minha autoria

Simplesmente acontece

 

Assim como a chuva cai sobre a terra, e as ondas do mar batem na costa da praia

Assim como o canto dos pássaros ecoa sob os galhos das árvores

E as flores abrem na primavera

Mais certo do que o abrir dos olhos pela manhã

A solidão acabará

E nesse dia, você terá compreendido o que tanto esperou, por tanto tempo

O amor, ele simplesmente acontece.

 

Daniele Ferronato (2018)

Minha autoria — agosto 8, 2018

Minha autoria

Obrigada

 

Tenho duas décadas

Mas minha alma é velha

Conhece marte, júpiter e saturno

Rodou o mundo, habitou a via láctea

Sabe que daqui não se leva nada

Não gosta de esperar

A viagem é linda, minh’alma sabe aproveitar

O paradouro brilha sua vista

Para o olhar mais perfeccionista

O universo imana sua gratidão

Obrigada meu Deus, pela sua criação!

Vendo o sol brilhar, desejo a todos seres de luz

A imensa paz que nos conduz.

 

Daniele Ferronato (2018)

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora